Poemas

Tudo começou com eles. Eu era tão novinha… e sairam tão bobinhos…
Mais tarde radicalizei. Pernósticos!
Depois, voltei à simplicidade. Esta, sempre acompanhada da verdade.

 

Vou tiras as fotos das minhas férias do meu mural

Quero ir vender pipoca em Rio de Contas
Comer o que der na horta
Quero escrever poesia o dia inteiro
Ir pro morro tocar bezerro
Quero terminar meu romance
Ir lá onde o sol se esconde
Rolar na grama molhada
Sentir a brisa da madrugada
Quero cochilar na rede
Viver além dessas paredes
Quero sair deste lugar
Pegar um ônibus, viajar
Vou plantar um milharal
Bem do lado do curral
E quando a espiga estiver pronta
Vender pipocas em Rio de Contas!

PS: uma amiga minha sempre diz: cautela com o que pedes, poderás conseguir.

Anúncios

Sobre ruivaah

Apaixonada por livros, fotos, viagens, montanhas, bicicleta, riachos, familia, amigos e animais! Apaixonada pelo sol e pela chuva.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Poemas

  1. patricia disse:

    dane-se a cautela!! tambem quero um milharal…mas pensei em bolo, curau, espiga quentinha…eita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s