O(a) Filho(a) Pródigo(a)

Voltei hoje. Estou só. Voltei um pouco cedo.
Pus-me a cruzar o mundo em todos os sentidos…
Já lutei, mas não pude; a vida me fez medo,
Eu vim sem te trazer os louros prometidos.

Venho à busca, bem vês, e um amor que me aqueça.
Não me faças contar o caminho que eu trilho…
Põe assim tua mão sobre minha cabeça;
Se eu te disse: “mamãe”- responde só: “meu filho.”

Não me fales também d’esse mundo gelado,
Do tempo que fugiu, perdido hora por hora…
Deixa que eu fique assim, bem teu filho, ao teu lado,
Porque andei sem parar e cansei-me lá fora.

(esqueci quem escreveu… mas nao fui eu).

Feliz Dia Das Mães para a incrivel Dona Vera!

Anúncios

Sobre ruivaah

Apaixonada por livros, fotos, viagens, montanhas, bicicleta, riachos, familia, amigos e animais! Apaixonada pelo sol e pela chuva.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s