O sono dos justos

Dorme, dorme meu amor
Descansa o corpo cansado
A mente estressada
O peito apertado
Ansioso pela vida que demora
Pelos dias que se apressam
 
Dorme, dorme meu amor
Tenta desligar o tempo
Parar o relógio, ficar de fora
Tente sonhar com o verde,
Com o gelo, areia, com sorvete!
 
Dorme, dorme meu amor
Acalma a correria do seu sangue
Banha seu corpo frio
Com a água quente e calmante
Pare de correr um instante
Senta, olhe, respire, não olhe
Feche os olhos
 
Durma, durma meu amor
O dia vai passando, vai com ele a vida
Vai pasando a vida, com ele vem os anos
Vem com os anos os planos
Com planos os desenganos
Mas também alegrias.
É a vida!
 
Dorme, dorme, meu amor
Aqui nos meus braços seus
Cheios de atenção
Acalme seu coração.
Não corra, ande.
E durma… durma, meu amor.
Monckey024
Anúncios

Sobre ruivaah

Apaixonada por livros, fotos, viagens, montanhas, bicicleta, riachos, familia, amigos e animais! Apaixonada pelo sol e pela chuva.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s