Arquivo do mês: novembro 2012

Saudade

Saudade de alguém É coisa dolorida já tanto ouvi dizer que nada mais nessa vida possa doer tanto e tão apertado e sentido como a saudade Ela é gigante Um labirinto Faz a gente se sentir pequeno E perdido Senti … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | 3 Comentários

Dueto: Patativa do Assaré & Ruiva (poema safra 2004)

Patativa diz: “e veve o martelo horrendo, toda noite e o dia intero, no meu coraçao batendo. batendo como o ferrero, maiando no ferro quente. e assim todo deferente, do resto da humanidade, como um pobre vagabundo, vou arrastando no … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário